Terceira empresa de pedágio eletrônico começa a operar

Com medida, governo do Estado quer estimular concorrência e baratear serviço para motorista

Bruno Ribeiro e José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo,

22 Abril 2013 | 12h03

(Atualizado às 17h05)

A terceira empresa credenciada para oferecer serviço de pedágio eletrônico nas rodovias privatizadas do Estado de São Paulo começa a operar nesta terça-fera (23). A ConectCar vai oferecer planos pós-pagos sem taxa de adesão e sem cobrança para substituição dos tags (as etiquetas eletrônicas coladas no para-brisa dos carros).

O serviço de pedágio eletrônico já é oferecido pela Sem Parar e pela DBTrans/AutoExpresso. Com a chegada da ConectCar (uma parceria da Odebrecht e dos postos Ipiranga), a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) espera estimular a concorrência entre as empresas do setor, barateando custos e oferecendo mais serviços para o usuário.

A nova empresa oferece, por exemplo, pagamento de estacionamento, compra de combustível e de produtos em loja de conveniência.

“Agora, a ARTESP e o Governo do Estado trabalham para que, no segundo semestre, as operadoras de pedagiamento eletrônico passem a oferecer os serviços do Sistema Ponto a Ponto, de pagamento por trecho percorrido. Hoje, o Ponto a Ponto já está em operação em três rodovias – SP 360 (Engenheiro Constâncio Cintra), SP 75 (Santos Dumont) como projeto piloto, e na SP 340 (Governador Adhemar de Barros). Além disso, o objetivo é que, a partir de julho, qualquer usuário possa utilizar o Ponto a Ponto na SP 340. Atualmente, o sistema está dedicado aos moradores de Jaguariúna” diz a Artesp, em nota.

Antes, apenas a Sem Parar tinha autorização para explorar o serviço. De acordo com a Artesp, a concorrência entre as empresas deve beneficiar o usuário tanto nos preços como na qualidade dos serviços. Com a entrada no mercado, em fevereiro, da DBTrans/Auto Expresso, o valor dos pacotes pré e pós-pago baixou. A taxa de adesão, por exemplo, que era de R$ 66,72, caiu para a metade e, em alguns planos, não é cobrada.

Preços. Os preços cobrados pelas empresas variam de acordo com o plano, conforme tabela divulgada pela Artesp.

No plano pré-pago, a Sem Parar cobra adesão de R$ 40, e taxa de recarga entre R$ 4 e R$ 15, com carga de créditos entre R$ 25 e R$ 150. A AutoExpresso tem taxa de adesão de R$ 30, taxa de recarga de R$ 6 e créditos de R$ 20 a R$ 100 e a ConectCar tem adesão de R$ 30, taxa de recarga entre R$ 2 e R$ 8,50 e créditos entre R$ 20 e R$ 220.

No pós-pago, a Sem Parar tem adesão de zero a R$ 69,56, taxa de renovação de zero a R$ 41,67 e mensalidade de R$ 8 a R$ 16,43. A Auto Expresso cobra adesão de R$ 30 e mensalidade de R$ 6, mas não cobra a renovação, enquanto a ConectCar não tem taxa de adesão e vai cobrar mensalidade de R$ 8.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.