Tentativa de assalto acaba com prisão de quadrilha em Diadema

Sargento da Polícia Militar reagiu quando foi abordado por grupo e um dos integrantes foi baleado

Ricardo Valota, do estadão.com.br

11 Dezembro 2010 | 04h05

SÃO PAULO - Um grupo de assaltantes acabou detido, às 20 horas de sexta-feira, 10, por policiais militares da Força Tática do 24º Batalhão, após um deles, baleado durante uma tentativa de assalto a um sargento da PM, ser levado pelos comparsas para o pronto-socorro do Hospital Municipal de Diadema.

Ferido em um dos braços e na região das costelas, Leonardo Antunes, de 19 anos, ao chegar no pronto-socorro, disse que havia sido vítima de uma tentativa de assalto. A unidade médica, num procedimento de praxe quando algum paciente dá entrada ferido por arma de fogo, acionou a Polícia Militar.

Os funcionários, ao receberem os policiais, disseram que três homens, que acompanhavam Antunes, ao perceberem a aproximação da viatura, deixaram o pronto-socorro, entraram em um Corsa preto e sumiram. Com as características do veículo, os PMS localizaram o Corsa na esquina da avenida Alda com a rua Padre Manoel da Nóbrega, no Parque Sete de Setembro, em Diadema.

Jackson Alves Nogueira, de 22 anos, armado com o revólver calibre 38 utilizado no assalto contra o policial, foi encaminhado ao 3º Distrito Policial de Diadema e, a exemplo de Leonardo, será autuado em flagrante. Os outros dois homens que também ocupavam o Corsa, pertencente a Leonardo, correm o risco de serem liberados pelo delegado que, até as 2h30 desta madrugada de sábado, 11, não sabia se colocaria a dupla em boletim de ocorrência apenas na condição de averiguada.

Assalto

Eram 19 horas de sexta-feira, 10, quando o sargento Cabral, do 24º Batalhão, ao volante de seu Fiat Uno, foi abordado por Leonardo na rua Dolomita, no Jardim Elisa, no momento em que esperava, em frente a um comércio, pela esposa, que ainda não havia deixado o estabelecimento comercial. O policial, à paisana, havia acabado de sair do serviço e, antes de ser abordado por Leonardo, suspeitou de um Corsa preto que passou ao lado do Fiat. Ao reagir ao assalto, o sargento foi baleado em uma das mãos, mas atingiu Antunes, que foi socorrido pelos comparsas e levado ao pronto-socorro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.