Tensão na base aliada

"Consegui dormir duas horas esta noite em um alojamento da base Frei com meus três companheiros. Os chilenos são sensacionais. Nos tratam como velhos amigos. O Mar Sem Fim agora luta sozinho. Meu barquinho sobe e desce as ondas, mas por enquanto está firme.

O Estado de S.Paulo

10 Abril 2012 | 03h04

Hoje, a temperatura desceu para -9°C. O furacão deve entrar esta noite ou madrugada. São esperados 80 nós de vento (cerca de 150 km/h). Nunca torci tanto para uma previsão estar errada. Este será o dia decisivo para o Mar Sem Fim.

Fomos até a praia ver como reagia o Mar Sem Fim. Depois de alguns minutos para avançar poucos metros, chegamos a um ponto onde era possível vê-lo. Mas só Eduardo (o comandante da base chilena) conseguiu enxergá-lo. Depois de fitar o Marzão por algum tempo, Eduardo virou-se, aproximou sua boca a centímetros de meus ouvidos e berrou: 'O barco está bem'."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.