Tenente do Palácio dos Bandeirantes é baleado em tentativa de assalto em SP

Oficial, que trabalha na sede do governo paulista, foi atingido no rosto, mas atingiu e matou um dos bandidos

Ricardo Valota, O Estado de S. Paulo

17 Outubro 2012 | 08h17

SÃO PAULO - O tenente Samuel Cláudio da Silva, de 35 anos, lotado na Casa Militar do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, foi baleado de raspão ao reagir a uma tentativa de assalto na noite de terça-feira,16. O crime aconteceu às 22h45,  na Rua Nilo, no bairro da Liberdade, região central da capital paulista.

O oficial ocupava um Ômega preto e estava acompanhado de outro tenente, Carlos Eduardo Nascimento de Lima, de 30 anos, também da Casa Militar. Segundo a Polícia Militar, os dois oficiais retornavam para casa quando foram surpreendidos por bandidos.

Ao reagir, o policial foi ferido no rosto, mas atingiu um dos criminosos, identificado como Milton Régis Pedroso, de 27 anos. Os bandidos fugiram, porém Pedroso procurou atendimento médico no pronto-socorro da Vila Alpina, onde morreu.

Não se sabe ainda se o assaltante foi levado por algum comparsa até a unidade médica. O policial foi encaminhado para o pronto-socorro do Hospital Beneficência Portuguesa e passa bem.

As polícias Civil e Militar não deram mais detalhes sobre o ocorrido nem quiseram confirmar se o tenente faz parte da equipe de escolta do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O caso foi registrado no 8º Distrito Policial, do Brás/Belém.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.