Reprodução
Reprodução

Tenente é afastado após agredir comerciante em Barretos, no interior

Ele foi filmado quebrando uma cadeira na cabeça da vítima e agredindo um cliente que estava no local

Rene Moreira, Especial para O Estado

10 Junho 2015 | 15h44

Atualizado às 9h25 do dia 11/6

FRANCA - A Polícia Militar afastou um tenente que foi filmado agredindo um comerciante em um bar em Barretos, no interior de São Paulo. Uma cadeira foi quebrada na cabeça da vítima, e ela foi algemada e levada de viatura por causa de problemas com um vizinho que é policial. Um cliente também foi agredido e imobilizado com uma "gravata" pelo oficial.

O afastamento do tenente que comandou a operação foi definido nesta terça-feira, 9, pela Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. De acordo com o órgão, até o término das investigações ele prestará apenas serviços administrativos no batalhão.

A confusão ocorreu no último fim de semana, mas as divergências teriam começado há anos envolvendo o dono do estabelecimento, Edmar Garcia, de 37 anos, e o policial que reside a 50 metros do local. Nas filmagens, o vizinho é visto discutindo na porta do bar com o comerciante pouco antes de três viaturas aparecerem na rua.

Versões. O tenente que faz as agressões no vídeo é Marcos Rogério Okada. Na delegacia ele e os outros policiais envolvidos na ação alegaram terem ido atender a uma ocorrência de perturbação de sossego público. Relataram ainda que bombas e pedras teriam sido jogadas na casa do PM vizinho ao bar e que o comerciante teria resistido ao ser revistado.

Garcia, por sua vez, nega ter jogado qualquer coisa na residência próxima e diz ser vítima de perseguição policial. Alega ter parado de ligar o som há algum tempo, por causa das reclamações do vizinho militar.

Mais conteúdo sobre:
Barretos São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.