Temporal provoca queda de 48 árvores em Sorocaba

No Jardim Nova Esperança, oito casas foram inundadas e seis ficaram destelhadas, além de um deslizamento que não deixou vítimas; cidade já registrou seis casos de leptospirose

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

20 Janeiro 2011 | 18h36

SOROCABA - Um temporal destelhou casas e causou a queda de 48 árvores, além de postes, muros, na madrugada desta quinta-feira, 20, em Sorocaba. Em vários pontos, os troncos tombaram sobre a fiação elétrica e atingiram ruas e avenidas. No Jardim Nova Esperança, oito casas foram inundadas e seis ficaram destelhadas. Os moradores se abrigaram em casas de vizinhos.

 

Um barranco deslizou, mas ninguém ficou ferido. Na Av. Luiz Mendes de Almeida, acesso à rodovia Raposo Tavares, um poste e duas árvores caíram causando a interdição das pistas. No bairro Central Parque, todas as árvores da rua Mário Soaves e pelo menos cinco postes da rua Bruno Ferro tombaram com a força do vento. Prefeitura, Corpo de Bombeiros e a concessionária de energia elétrica montaram uma força-tarefa para desobstruir ruas e reparar as redes de energia. A situação só se normalizou no começo da tarde. Houve alagamentos em vários pontos da cidade, após a chuva de 29 milímetros, acompanhada de ventos fortes, segundo o serviço de meteorologia.

 

Leptospirose. Desde o dia 1º de janeiro, foram notificados seis casos suspeitos de leptospirose, em Sorocaba. A cidade vem sofrendo alagamentos e inundações desde o início de dezembro. As pessoas apresentaram sintomas compatíveis com a doença, mas ainda aguardam o resultado dos exames, que devem ficar prontos a partir da próxima semana. Em 2010, foram confirmados 13 casos da doença na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.