Reproducao/Ecovias/Divulgação
Reproducao/Ecovias/Divulgação

Temporal provoca caos em municípios da Baixada Santista

Na região do litoral sul paulista, choveu 133,6 milímetros, o esperado para 20 dias; em Cubatão, famílias ficaram desabrigadas

Zuleide de Barros, Especial para O Estado

23 Janeiro 2015 | 10h14

SANTOS - Ruas alagadas, acessos às principais estradas interrompidos e muito caos na região. Este foi o resultado das chuvas que atingiram a Baixada Santista no início da noite desta quinta-feira, 22, e prosseguiram pela madrugada. De acordo com a Base Aérea de Santos, foram 133,6 milímetros de chuva, volume correspondente a 20 dias de precipitações. As chuvas foram contínuas, das 19h desta quinta-feira até as 5h desta sexta-feira, 23. 

A queda de barreiras na altura do km 44 da Rodovia Anchieta obrigou a Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes, a interditar a estrada no decorrer da madrugada, autorizando a liberação depois das 8h desta sexta-feira. Também foram registrados problemas na chegada a São Vicente, pela Rodovia dos Imigrantes, em razão dos alagamentos, e também na Padre Manoel da Nóbrega, ambas liberadas nesta manhã.

Por causa do temporal, que castigou as cidades de Santos, São Vicente, Cubatão e Guarujá, a Defesa Civil santista decretou estado de atenção nos morros, uma vez que houve estragos nos Morros do José Menino e Santa Terezinha, mas sem o registro de vítimas.

Em Cubatão, o Rio Pilões transbordou e a população do local teve que sair às pressas de suas casas, abrigando-se em uma igreja. A prefeitura do município mandou 200 colchões para que os desabrigados pudessem dormir.

Já em São Vicente, até o Hospital Municipal, localizado no centro da cidade, sofreu alagamento, enquanto muitos bairros sofriam com as enchentes. 

O quadro na manhã desta sexta-feira era de desolação em muitas cidades. Na Rua Visconde de Faria, no bairro Campo Grande, em Santos, a garagem no subsolo de um prédio foi inundada e, apesar dos esforços dos moradores em retirar rapidamente seus veículos, 20 carros foram danificados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.