Temporal eleva rio e deixa desabrigados no Vale do Ribeira

Pelo menos 150 pessoas ficaram sem abrigo nos municípios de Ribeira e Eldorado; em Registro, alerta de enchentes levou moradores a deixarem suas casas

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2016 | 17h33

SOROCABA - Um temporal atingiu o Vale do Ribeira, na região sul do Estado de São Paulo, entre a noite de sábado e a madrugada deste domingo, 21, causando rápida elevação nas águas do Rio Ribeira de Iguape. Pelo menos 150 pessoas já estavam desabrigadas no fim da tarde nos municípios de Ribeira e Eldorado, mas haviam áreas alagadas também em Iporanga e Sete Barras. Em Registro, o alerta de enchente levou pessoas das áreas ribeirinhas a deixarem as casas e buscarem abrigo em casas de parentes. 

No sábado, a Defesa Civil havia emitido aviso de risco meteorológico por causa da previsão de chuvas intensas na região. Mesmo assim, a cheia surpreendeu os moradores de Ribeira. Em poucas horas, o nível do rio passou de 3 para 7,8 metros e cobriu a ponte do Rio Tijuco, na rodovia que liga a cidade a Itapirapuã Paulista. Moradores dos bairros Ilha Rasa, Antunes, Almeidas e Oliveiras. No bairro Guararema, 16 casas ficaram alagadas e os moradores foram removidos. A Defesa Civil registrava 70 pessoas desalojadas e 30 desabrigadas, mas o número podia aumentar.

Em Eldorado, às 10 horas deste domingo, o rio cobriu ruas da área urbana. Nos pontos mais críticos, dez famílias foram removidas e levadas para a Escola Municipal Lilian Viana de Almeida, na Vila Nova Esperança. No fim da tarde, o nível do Ribeira continuava subindo. No município de Iporanga, a cheia cobriu estradas e bairros rurais ficaram ilhados. Em Sete Barras, vastas plantações de banana foram atingidas pela inundação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.