Temporal deixa mil desalojados em Sumaré

Em quatro bairros – Jardim Primavera, Jatobá, Picerno e Três Pontes – as ruas viraram rios e a água invadiu as casas; no Centro, água subiu nas calçadas

José Maria Tomazela, Sorocaba

28 de dezembro de 2015 | 11h13

SOROCABA – Um temporal inundou bairros e o centro da cidade, deixando cerca de mil pessoas desalojadas, segundo o Corpo de Bombeiros, no fim da tarde de domingo (28), em Sumaré, região de Campinas, interior de São Paulo. Em quatro bairros – Jardim Primavera, Jatobá, Picerno e Três Pontes – as ruas viraram rios e a água invadiu as casas. No centro, a água chegou a subir nas calçadas e o trânsito ficou caótico.

Por volta das 23 horas, o Corpo de Bombeiros ainda transportava pessoas para o Centro Esportivo municipal. A estação de captação de água na Represa do Horto foi inundada e 51 bairros tiveram o abastecimento comprometido. Na manhã desta segunda-feira, a maioria das famílias tinha voltado para casa. A prefeitura realizava um levantamento mais completo da situação. 

Em Campinas, o temporal causou alagamentos e quedas de árvores. O Centro de Pesquisas Meteorológicas da Unicamp registrou ventos de até 71,3 km/h. Semáforos deixaram de operar e houve confusão no trânsito. Em Hortolândia, na mesma região a água encheu as ruas e invadiu casas. Motoristas ficaram ilhados e carros chegaram a rodar na correnteza. Dois reservatórios de água da cidade transbordaram. De acordo com a Defesa Civil, o temporal não deixou vítimas nessas cidades.

Morte. Em Cajati, no Vale do Ribeira, o deslizamento da encosta de um morro destruiu uma casa e causou a morte de uma mulher, no bairro Bico do Pato, próximo do centro da cidade. Chovia muito e a moradora estava sozinha na casa quando a encosta veio abaixo e soterrou o imóvel. A vítima foi resgatada já sem vida, pelo Corpo de Bombeiros, por volta das 21 horas. A chuva intensa alagou ruas e invadiu casas. Na zona rual, bairros ficaram isolados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.