EVELSON DE FREITAS/ ESTADAO
EVELSON DE FREITAS/ ESTADAO

Temporal causa estragos no interior de São Paulo

Em Pongaí, a cobertura do ginásio poliesportivo cedeu; já em São Manuel, o vento arrancou a cobertura de um posto de combustível

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

12 Janeiro 2015 | 19h51

SOROCABA - Um temporal derrubou um ginásio de esportes e destelhou dezenas de casas na cidade de Pongaí, região de Bauru, noroeste do Estado de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira, 12. 

Com a força do vento, a cobertura do ginásio poliesportivo cedeu e as colunas metálicas que sustentavam a estrutura se retorceram, causando o desabamento. O telhado de um galpão que abriga a oficina mecânica da prefeitura foi levado pelo vento. As telhas metálicas atingiram várias casas vizinhas. Segundo a Defesa Civil, ninguém ficou ferido.

A chuva forte causou alagamentos e levou à interdição da rodovia Marechal Rondon, na altura do km 428, em Cafelândia. A Polícia Rodoviária Estadual sinalizou o trecho. As pistas foram liberadas depois que a água baixou. 

Em São Manuel, na mesma região, o vento arrancou a cobertura de um posto de combustível. Um carro foi atingido pelos escombros, mas os ocupantes não se feriram. O telhado e parte da estrutura de um aviário foram danificados pelo temporal. Pelo menos dois mil frangos de corte morreram.

Capital. Na tarde desta segunda-feira, 12, as chuvas que atingiram a capital paulista também causaram estragos e transtornos à população. Dois córregos transbordaram e o Aeroporto de Congonhas precisou suspender as operações. Na zona leste, a lona do Circo dos Sonhos, no estacionamento do Mooca Plaza Shopping, cedeu por causa dos ventos que atingiram a região. Ninguém se machucou. 

Mais conteúdo sobre:
chuvas São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.