Temporal atinge 13 cidades em SC

Rodovia ficou totalmente fechada por 15 horas e houve falta de luz. Causa foi ciclone extratropical, que também afetou o RS

Julio Castro, O Estado de S.Paulo

20 de maio de 2010 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO

FLORIANÓPOLIS

O temporal que atingiu a região metropolitana de Florianópolis entre a noite de anteontem e ontem de manhã afetou 13 cidades, interditou a Rodovia BR-101, deixou 4 mil pessoas sem luz e obrigou escolas a suspender as aulas.

Os estragos foram causados pela passagem de uma frente fria e um ciclone extratropical. O volume de chuva no período foi mais que o dobro da média prevista para maio. O normal é de 110 a 120 milímetros no mês, mas choveu 257,2 mm na capital em menos de um dia. Os ventos alcançaram quase 80 km/h.

A interdição da BR-101 ocorreu na altura do km 232, perto do Morro dos Cavalos. A estrada foi liberada parcialmente às 15h30 de ontem, depois de mais de quase 15 horas totalmente fechada por causa de uma queda de barreira. Das três faixas, duas foram liberadas. A terceira deverá ser desobstruída hoje.

Em Florianópolis, especialmente no centro da cidade, dezenas de prédios residenciais e comerciais ficaram alagados. Em alguns pontos dos bairros do interior da Ilha de Santa Catarina faltou energia. Pelo menos 4 mil pessoas ficaram sem luz até o final da tarde de ontem e escolas suspenderam as aulas por causa dos danos causados pela chuva.

Rio Grande do Sul. O ciclone extratropical também causou transtornos no Rio Grande do Sul. Pelo menos 60 moradores de Tramandaí, no litoral do Estado, tiveram de deixar suas casas durante a madrugada de ontem, quando uma enxurrada alagou diversos bairros. No porto de Rio Grande, no litoral sul, os navios passaram a noite ancorados e só foram autorizados a zarpar ou atracar quando o tempo melhorou, à tarde./

COLABOROU ELDER OGLIARI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.