Defesa Civil/Divulgação
Defesa Civil/Divulgação

Temporais danificam pontes, barragem e desabrigam famílias no interior de SP

Choveu mais de 200 milímetros em três horas no município de Quatá, um dos mais afetados; ponte na zona rural foi arrastada pela água

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

14 de março de 2022 | 12h18

SOROCABA – Os temporais do fim de semana arrastaram pontes, destruíram a barragem de um balneário e deixaram famílias desabrigadas no interior de São Paulo. Em Quatá, no sudoeste paulista, choveu mais de 200 milímetros em três horas na tarde deste domingo, 13, segundo a Defesa Civil. A barragem do Balneário Municipal, a 18 km do centro da cidade, não suportou o acúmulo de água e se rompeu. Na zona rural, uma ponte foi arrastada pela correnteza e outras três ficaram danificadas.

Nesta segunda-feira, 14, o prefeito Marcelo Pécchio (PSD) informou que já pediu ajuda ao governo estadual para refazer as regiões mais afetadas. “Infelizmente, a chuva foi uma catástrofe. Várias estradas rurais estão interditadas e temos bairros isolados. Estamos tentando abrir rotas alternativas para tirar os moradores do isolamento e escoar pelo menos a produção de leite”, disse. A ponte da Água Milagrosa, inaugurada em fevereiro, foi levada pelas águas. As pontes da Água Limpa, Jordão e Água Bonita sofreram danos. A estrada que liga a cidade a Tupã está interditada.  

Em Jacareí, no Vale do Paraíba, as chuvas causaram alagamentos e quedas de barrancos. No bairro Bela Vista II, três famílias foram retiradas de suas casas, tomadas pela enxurrada. Os moradores receberam atendimento do serviço social. O Córrego do Tanquinho transbordou e alagou casas no bairro Esperança. Um carro com duas pessoas foi levado pelas águas e caiu em um córrego. Os ocupantes foram resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

Conforme a prefeitura, houve oito pontos de alagamentos na cidade, além de quedas de muro, deslizamentos de terra e crateras em vias públicas. O acesso à Avenida Major Acácio Ferreira foi interditado devido a uma queda de barreira. As nove pessoas desabrigadas foram para a casa de parentes e serão incluídas no benefício de aluguel social.

A prefeitura de Sorocaba, também no interior, decretou situação de emergência em razão dos estragos causados pelas chuvas no fim de semana. Bairros inteiros ficaram alagados na região do Parque das Águas. No bairro Lopes de Oliveira, o muro de arrimo de um condomínio de prédios cedeu e várias unidades foram interditadas.

Nesta segunda-feira, 14, bairros das zonas sul e leste estavam sem água devido ao rompimento de uma adutora causado pelo temporal. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) suspendeu o rodízio no abastecimento por 48 horas para que os moradores que tiveram as casas alagadas possam lavar os imóveis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.