Temporais causam estragos e deixam feridos no interior paulista

As vítimas foram atingidas pela queda de um muro e de árvores em Mogi Guaçu; tempestade derrubou árvores e deixou 30 mil casas sem luz

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

20 de outubro de 2016 | 20h07

SOROCABA - Temporais que atingiram várias regiões do interior de São Paulo no fim da tarde desta quinta-feira, 20, espalharam estragos e deixaram pelo menos duas pessoas feridas. As vítimas foram atingidas pela queda de um muro e de árvores em Mogi Guaçu. Uma delas precisou ser atendida no hospital da cidade. A tempestade com ventos fortes e granizo derrubou árvores, destelhou casas e deixou 30 mil domicílios sem energia elétrica. O Córrego Cantagalo transbordou, invadiu ruas e alagou o prédio do Centro Cultural - a antiga estação ferroviária.

No Campo da Lagoa, que margeia a Avenida dos Trabalhadores, a estrutura montada para a festa da Paróquia Santa Edwiges foi completamente destruída. O local virou um lago. Na Praça do Cruzeiro, uma grande árvore foi arrancada com a raiz e caiu sobre três carros. O dono de um dos veículos tinha acabado de sair do carro quando o tronco caiu sobre o teto.

Em Campinas, a chuva causou alagamentos e quedas de árvores nos bairros Cambuí, Jardim Aurélia, Nova Europa e São Bernardo. Em alguns pontos houve intensa queda de granizo. O temporal com granizo atingiu também as cidades de Amparo e Socorro. No centro-oeste do Estado, um vendaval arrancou a cobertura da arquibancada do estádio municipal de Lutécia. A força do vento retorceu a estrutura metálica. Em Maracaí, houve queda de um poste de energia e várias árvores - um carro foi atingido, mas ninguém se feriu.

O temporal deixou um rastro de árvores caídas em Jaú, Igaraçu do Tietê e Dois Córregos. As cidades também tiveram alagamentos. Em Itararé, no sudoeste paulista, as chuvas causaram o transbordamento do Córrego da Prata. Duas casas foram alagadas e as famílias tiveram de ser removidas pela Defesa Civil.

Em Sorocaba, a chuva forte do início da noite alagou avenidas e deixou motoristas ilhados. Uma árvore caiu no bairro do Éden, causando ai interdição da rua Hércules Franceschini. Um trecho da Avenida Dom Aguirre, a principal da cidade, sofreu alagamento e ficou interditado. Semáforos deixaram de funcionar na região do Campolim, na zona sul. 

Em Araçoiaba da Serra, um eucalipto foi atingido por um raio e caiu sobre a rodovia vicinal Celso Charuri, que liga o bairro Jundiaquara à área urbana. A pista ficou interditada. Foram registrados alagamentos também em Jundiaí e Itu.

Capital. Na cidade de São Paulo, as chuvas da tarde desta quinta-feira, 20, provocaram alagamentos, deixaram pessoas ilhadas e causaram a morte de um homem, atingido pela fiação elétrica. Uma pessoa se afogou na região da Lapa, mas foi socorrida pelos bombeiros. 

As chuvas atingiram principalmente os bairros do Butantã, Perus e Sé. 

 

Notícias relacionadas

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.