Temporais castigam Recife, mas carnaval continua

Autoridades chegaram a cogitar cancelamento da programação, mas prefeito diz que situação está sob controle

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias,

22 Fevereiro 2009 | 15h08

A forte chuva que atinge a Região Metropolitana de Recife, causou a morte de uma pessoa e provocou o cancelamento de algumas apresentações do carnaval na noite do sábado, 21. Mas o prefeito João da Costa (PT) anunciou no início da tarde que nada muda na programação deste domingo, 22. Os shows do principal polo do carnaval recifense, no Marco Zero, estão confirmados hoje.   Veja Também: Grávida morre após deslizamento de barreira em Pernambuco  Você é o jurado: avalie o desempenho das escolas   Blog: dicas para quem quer curtir e para quem quer fugir da folia Especial: mapa das escolas e os sambas do Rio e de SP    Saiba como chegar ao sambódromo    Em nota oficial, a prefeitura de Recife informou ter tomado a decisão do cancelamento por questões de segurança. De acordo com a prefeitura, com o problema de estrutura do palco resolvido, a programação de shows está mantida para hoje, mesmo com chuva.   No sábado, as apresentações foram canceladas depois que o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil constataram um deslocamento na estrutura do palco, provocado pelo temporal. Segundo a prefeitura, os problemas foram reparados na manhã deste domingo.   O prefeito visitou o palco e afirmou que a situação está sob controle. "Estamos acompanhando os trabalhos para refazer as estruturas comprometidas com estas chuvas, que foram atípicas, mais de 100 milímetros de precipitação em apenas doze horas. A situação, entretanto, está sob controle. Vamos continuar o carnaval", disse.   A programação deste domingo começa às 17h00, com Peleja da "cobra" contra o "dragão", Antúlio Madureira e Orquestra Perré Bumbá, Cia Forrobodó de Dança (A Cobra), Troça Carnavalesca, o bloco "Eu Acho É Pouco" (O Dragão) e O Boi da Macuca. Haverá também o Encontro de Maracatus de Baque Solto.   Mais à noite, sobem ao palco do Marco Zero a Spokfrevo Orquestra, os passistas do Balé Popular do Recife, Mundo Livre com Participação de Manu Chao, Lenine, Nação Zumbi, Siba e a Fuloresta.   Deslizamento e morte   A chuva começou a cair forte ainda no final da tarde de ontem. Ficou mais pesada durante a madrugada. No início da manhã deste domingo provocou a morte de Susana Carlos da Silva, 43 anos, grávida de quatro meses, no bairro de Tabatinga, no município metropolitano de Camaragibe. Um deslizamento de barreira destruiu parte da casa onde Susana morava com o marido, Cícero Martins, que foi ferido e atendido no centro médico da cidade. No município metropolitano de Jaboatão dos Guararapes, no bairro do Curado 4, uma criança sofreu hematomas devido ao deslizamento de uma barreira que derrubou uma parede da sua casa.   No Recife, houve alagamentos e o canal de Beberibe, na zona norte, transbordou, sem nenhuma vítima. Em Olinda choveu 102 milímetros ( de anteontem para ontem) e foi registrado um deslizamento de barreira. Uma casa foi atingida no bairro de Cajueiro, sem feridos. Todas as ocorrências foram fora do foco da folia. (final)   De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, em 24 horas, da manhã do sábado até a manhã de hoje, choveu na capital 122,8 milímetros, quase a média mensal que é de 145 milímetros.   (Colaborou Angela Lacerda, de Recife)  

Mais conteúdo sobre:
carnaval 2009Recifechuva

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.