Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Tempo deve mudar em SP no feriado do 1º de Maio

Passagem de frente fria pelo oceano pode fazer temperaturas baixarem e até trazer garoa à capital

O Estado de S. Paulo

28 Abril 2013 | 16h03

O feriado na quarta-feira, 1, não vai dar praia. O tempo firme que atinge o Estado há duas semanas deve mudar exatamente no Dia do Trabalho, para a tristeza de muitos paulistas. Segundo previsão da Climatempo, a data poderá ser marcada por grande nebulosidade, queda de temperatura e até ocorrência de garoas.

As alterações já começam na noite de terça-feira, 30, com a passagem de uma frente fria pelo oceano. Regiões como o litoral, a Grande São Paulo, o Vale do Paraíba e a Serra da Mantiqueira terão o tempo mais frio e úmido.

Na capital, os termômetros não devem ultrapassar os 24 graus -- simplesmente a menor máxima prevista para toda a semana na cidade. A mínima, neste dia, vai girar em torno dos 17 graus.

"O sol pode até aparecer entre nuvens, mas fica bem diferente dos últimos dias", diz o meteorologista André Madeira, da Climatempo. Há possibilidade de garoa à noite. Em Santos, no litoral, onde a máxima deve ser de 23 graus, também existe risco de garoar de manhã.

Na quinta-feira, quando boa parte da população volta a trabalhar, também o sol volta a brilhar com mais intensidade. E a temperatura sobe, com máxima esperada de 26 graus na capital.

Umidade do ar. Porém, os dois primeiros dias úteis desta semana ainda continuam ensolarados em São Paulo. Na segunda-feira, 29, a variação térmica fica entre 15 e 27 graus na capital. Já na terça-feira, entre 16 e 28 graus. A umidade do ar, explica Madeira, deve diminuir e chegar a índices entre 25% e 30%, quando há estado de atenção. Nesses patamares, a recomendação é que consumo de água seja maior.

Neste domingo, 28, a máxima registrada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Mirante de Santana, na zona norte paulistana, foi de 25,6 graus e a mínima, de 14,3. A umidade do ar, à tarde, estava na casa dos 55%, considerada razoável.

A cidade de São Paulo está sem chuva significativa desde o último dia 14. No dia 18, houve algum chuvisco fraco de noite na zona norte, sem que, no entanto, tenha sido oficialmente registrado pelos órgãos meteorológicos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.