Templo da Igreja Universal é pichado em Pinheiros

Pichadores escrevem frases 'Pastores farsantes'; 'Edir Macedo ladrão'; 'Dinheiro sujo'; 'jornal publica o que quer'

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

20 de fevereiro de 2008 | 05h54

No final da noite de terça-feira, 19, a porta de aço do templo da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), localizada na altura do nº 313 da Rua Butantã, em Pinheiros, zona oeste de SP, foi pichada com as frases "Pastores farsantes"; "Edir Macedo ladrão"; Dinheiro sujo; O jornal publica o que quer". As frases, assinadas por um grupo que se identifica como "Os Bicho Vivo", Malignos", "Trolhas e Túmulos", fazem referência ao processo movido pela Igreja Universal e pelos fiéis contra os jornais "Folha de S.Paulo", "O Globo" e "Extra", que publicaram reportagens sobre o "império" da IURD. Tornou-se rotina pelas ruas da capital a ação desse grupo de pichadores sempre após a divulgação de crimes e fatos de repercussão na mídia. No último domingo, na edição do "Domingo Espetacular", da TV Record, foi exibida uma reportagem de 14 minutos na qual a igreja, em razão das publicações, ataca diretamente os jornais e a repórter Elvira Lobato.

Tudo o que sabemos sobre:
PinheirosSão PauloIgreja Universal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.