Temperatura sobe e São Paulo deixa estado de atenção

Capital, no entanto, permanece em observação, segundo a Defesa Civil

Priscila Trindade, estadão.com.br

29 de junho de 2011 | 10h57

SÃO PAULO - A cidade de São Paulo saiu do estado de atenção às 11h25 desta quarta-feira, 29, após a temperatura atingir 14ºC. Agora, a capital está em observação. A situação de atenção foi decretada às 9h45 de hoje, quando os termômetros marcaram 11ºC. Desde as 20h45 de terça-feira, a capital estava em estado de alerta em razão das temperaturas inferiores aos 10ºC.

 

A cada decretação, a Defesa Civil avisa primeiramente a Central de Atendimento Permanente de Emergência (CAPE) e os Coordenadores Distritais de Defesa Civil (CODDECs). Assim, os agentes da Assistência Social, Guarda Civil Metropolitana (GCM), Saúde, Infraestrutura Urbana e Subprefeituras têm tempo para encaminhar e acolher pessoas em situação de risco. Os chamados de remoção de moradores de rua podem ser feitos por meio do 199. A Guarda Civil Municipal (GCM) também pode ser acionada pelo 153.

 

A Defesa Civil recebe a previsão meteorológica do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) e decreta os estados de criticidade de acordo com a temperatura. O estado de atenção é decretado quando a temperatura está abaixo de 13°C. Já o estado de alerta entra em vigor quando a temperatura fica abaixo de 10°C.

 

A ação faz parte do Plano de Contingência para Baixas Temperaturas, que entrou em vigor em maio deste ano. A portaria Intersecretarial Nº0001/2011 dispõe sobre a atenção em caráter emergencial no âmbito da população em situação de rua no período de inverno.

 

Temperatura. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima da madrugada desta terça-feira foi de 7,2ºC no Mirante de Santana, na zona norte. Na quinta-feira, 30, a mínima prevista para a madrugada é de 12ºC. Embora o sol apareça com mais intensidade que nos últimos dias, pode ocorrer chuva fraca na madrugada e no final da tarde na capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.