Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Temer diz ser contra redução da maioridade penal

Vice-presidente defende 'ações para dar amparo aos menores'

Luciana Nunes Leal, com Agência Brasil,

12 de abril de 2013 | 16h21

O vice-presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira, dia 12, que é contra a redução da maioridade penal, tema que voltou a ser discutido depois que um jovem às vésperas de completar 18 anos assassinou o estudante Victor Deppman, de 19 anos, em São Paulo.

“É um tema que vem sendo discutido. Mas reduz para 16 anos e o sujeito que comete um crime tem 15 anos e meio. Não sei se é por aí a solução. Talvez seja o que vem fazendo o governo, ações para dar amparo aos menores. O caminho é mais por aí”, disse Temer.

O vice está no Rio para um almoço na Associação Comercial. Pela manhã, autografou seu livro de poesias Anônima Intimidade.

Na quinta-feira, dia 11, em resposta ao governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, que defendeu a redução da maioridade penal de adolescentes, o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo disse ser contrário a medida, porque seria inconstitucional.

Mais conteúdo sobre:
Temermaioridade penal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.