'Tem 1 PM a cada 100 m. Se não, a molecada vem de Paraisópolis'

Edinaldo Soares, Capitão DA POLÍCIA MILITAR

, O Estadao de S.Paulo

19 Março 2010 | 00h00

Como a PM age no local?

Temos colocado, dependendo do horário, um policial a cada 100 metros. Se não for assim, a molecadinha, de 15 ou 16 anos, vem de Paraisópolis e rouba quebrando vidro, até mesmo com arma. Aumentou o roubo ali, de repente.

Como é o trabalho da PM em Paraisópolis?

A gente tenta aproximar a polícia da comunidade. Tem viatura lá dentro, fazendo policiamento comunitário. É um trabalho não só de ordem policial, de ordem social também.

Por que há essa onda de crimes um ano depois de a PM ocupar a favela?

Não estava aqui (na 5ª Cia.) e não acompanhei a operação. Hoje, faço o contato corpo a corpo. Comunidades carentes são arredias com a segurança porque havia o crime. É trabalho de longo prazo. Se Deus quiser, vamos vencer essa guerra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.