Telefônica volta a ter problemas com telefonia fixa em SP

Em dia de temporal, sistema da empresa tem pane e usuários não conseguem fazer ligações na Grande SP

REUTERS

08 de setembro de 2009 | 14h15

Os serviços de telefonia fixa da Telefônica em São Paulo apresentaram interrupções nesta terça-feira, três meses depois que uma pane na rede causada por falha humana deixou telefones mudos no Estado. A pane pode ter sido causada pelo forte temporal que atingiu a cidade na manhã desta terça, mas a empresa afirma que ainda não há informações sobre a causa da falha.

 

Veja também:

mais imagens GALERIA: Imagens da chuva e do caos em SP nesta terça

blog BLOG: Acompanhe a situação do trânsito na cidade

forum FÓRUM: Você teve problemas para fazer ligações?

lista COMENTE: Twitter do estadao.com.br 

 

Apesar do serviço ter apresentado falhas desde o meio da manhã, apenas no começo da tarde a Telefonica confirmou que o sistema estava enfrentando uma pane. Linhas da capital e da Grande São Paulo foram afetadas, fazendo com que os usuários não conseguissem completar as ligações. Segundo informações iniciais da empresa, os telefones estão voltando a funcionar gradativamente desde às 12h10.

Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), "problemas pontuais" foram identificados na parte da manhã", mas, segundo a agência, "não houve naquele momento uma pane generalizada".

Procurada, a Telefônica informou em comunicado que "desde as 12h10, o serviço de voz foi normalizado na capital e grande São Paulo". A operadora informou que está apurando as causas do problema e que "continua realizando alguns ajustes específicos na rede".

 

Falhas seguidas

A falha ocorrida em 9 de junho foi causada por um erro cometido por uma equipe terceirizada de serviços contratada pela empresa. A Telefônica tem cerca de 11,6 milhões de linhas em serviço em São Paulo e na ocasião a Anatel informou que seguia "com extrema preocupação" os problemas na rede da empresa.

A agência acabou abrindo um procedimento administrativo após a pane de junho que pode culminar com uma sanção futura. Não há prazo previsto para uma conclusão da avaliação dos problemas, informou a assessoria de imprensa da autarquia.

A interrupção no serviço fixo desta terça-feira acontece pouco depois da operadora ter recebido permissão da Anatel para voltar a vender acesso rápido à Internet, que havia sido suspenso no final de junho pela agência após uma série de interrupções ocorridas nos meses anteriores. A permissão foi concedida depois que a empresa realizou medidas de estabilização do serviço e ampliação da capacidade de rede.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.