Reprodução/Google Street View
Reprodução/Google Street View

Técnico de raio-x é preso suspeito de abusar de menina em hospital da Lapa

Jovem de 14 anos disse que foi apalpada nos seios e na vagina durante exame

Júlia Marques, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2017 | 17h44

SÃO PAULO - Um técnico de raio-x foi preso em flagrante no último domingo, 18, suspeito de tentar estuprar uma menina de 14 anos dentro de uma sala de exames no Hospital e Maternidade Metropolitano, na Lapa, zona oeste de São Paulo. 

Segundo a Polícia Civil, a mãe aguardou do lado de fora da sala enquanto o procedimento seria realizado. O suspeito relatou que o exame teria de ser feito duas vezes porque havia dado errado na primeira. 

Ao sair da sala, a menina relatou à mãe que o técnico havia manipulado sua vagina e apalpado os seus seios. A mãe da jovem, então, começou a gritar pedindo socorro e solicitou a presença da Polícia Militar, que fez a prisão do homem em flagrante. 

A Polícia Civil já pediu a prisão preventiva do suspeito à Justiça. O caso foi registrado no 91ºDP (Ceagesp) e o suspeito, levado ao 31ºDP (Vila Carrão).

Em nota, o Hospital e Maternidade Metropolitano informou que realizou um procedimento interno de apuração sobre o ocorrido e encaminhou as informações coletadas às autoridades. 

"A instituição ressalta que a apuração restringiu-se ao ambiente hospitalar e ao seu âmbito de atuação". A nota informa ainda que, "de acordo com a política do hospital, está sendo oferecido suporte especializado para ambas as famílias - do funcionário e da paciente". 

"A instituição segue à disposição das autoridades públicas, responsáveis pela investigação, e reitera que adota protocolos específicos de atendimento para garantir a segurança de seus pacientes", finaliza o texto. 

 

Mais conteúdo sobre:
São PauloLapa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.