TCM suspende três operações urbanas

O Tribunal de Contas do Município (TCM) pediu a suspensão de licitações das futuras operações urbanas da capital - Lapa-Brás (que pretende aterrar a linha do trem e criar no lugar um parque linear); Mooca-Vila Carioca (que visa à revitalização das várzeas do Rio Tamanduateí e dos galpões industriais da região); e Rio Verde-Jacu (que prevê formação de polos tecnológicos e de desenvolvimento econômico na zona leste). O órgão pediu esclarecimentos sobre o edital depois que empresas contestaram o processo licitatório.

, O Estado de S.Paulo

30 de agosto de 2011 | 00h00

A Prefeitura pretendia gastar até R$ 30 milhões para contratar os projetos e estudos das operações urbanas. Ainda não há estimativa de quanto as três revitalizações vão custar. Apenas o enterramento dos trilhos do trem e a construção de uma avenida-parque com a mesma extensão, partindo da Lapa, na zona oeste, e indo até a região do Brás, na zona leste, pode ultrapassar a soma de R$ 3 bilhões.

A expectativa é de que o financiamento da obra seja feito por meio da venda dos Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs), títulos que permitem construir imóveis com áreas superiores às permitidas pela Lei de Zoneamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.