Taxista salva jovem de seqüestro relâmpago em Santos

Motorista ligou para o 190 enquanto a adolescente e o homem sacavam dinheiro no caixa eletrônico

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

27 de fevereiro de 2008 | 10h34

Após desconfiar de um casal de passageiros retirando dinheiro em um caixa eletrônico, em Santos, no litoral sul de São Paulo, um taxista alertou a polícia sobre um possível seqüestro relâmpago e conseguiu evitar o prejuízo da vítima.  A ação aconteceu na noite de terça-feira, 26, quando o taxista Eduardo Júlio Neto desconfiou do casal e enquanto esperava a dupla, que realizava saque em caixa eletrônico na Avenida Ana Costa, deixou o celular ligado, em seu colo. Ele havia ligado para o 190 e começou a informar a polícia sobre a localização do táxi. A vítima, uma jovem de 18 anos, foi abordada por um bandido na rua Maranhão, no bairro da Pompéia, por volta das 19 horas, quando aguardava um ônibus para voltar para a casa em São Vicente.  Ela foi levada pelo bandido em um táxi até o caixa eletrônico do posto de combustível, onde foram sacados R$ 20,00, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública.  Por meio de câmeras de circuito da orla da praia, a polícia conseguiu identificar o táxi onde estavam a vítima e o torneiro mecânico Jean Harrison Juscelino, de 29 anos, de acordo com a SSP. O veículo foi abordado na Avenida Presidente Wilson, junto à Rua Olavo Bilac. Jean alegou que a jovem era sua namorada, mas a polícia encontrou com ele o dinheiro sacado e o cartão bancário da vítima. Ele foi preso em flagrante e levado para o 7º DP.

Tudo o que sabemos sobre:
seqüestro relâmpagotaxista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.