Taxista é preso sob suspeita de atropelar e matar dois na Dutra

Anderson Garcia Mendonça fugiu sem prestar socorro e foi autuado em flagrante

Marília Marasciulo e Matheus Martins Fontes, Especial para o Estado

07 de novembro de 2014 | 21h09

O taxista Anderson Garcia Mendonça foi preso na tarde desta sexta-feira, 7, em flagrante, sob a acusação de ter atropelado quatro pessoas na Rodovia Dutra e de fugir sem prestar socorro. Duas das vítimas morreram e outras duas ficaram feridas. O acidente aconteceu por volta das 4h, na divisa entre São Paulo e Guarulhos, no sentido Rio de Janeiro. 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, as vítimas caminhavam pela faixa de rolamento que dá acesso à Rodovia Fernão Dias, no sentido contrário ao dos carros, e foram atingidas de frente. Com o impacto, dois morreram na hora. Um deles ficou gravemente ferido e foi socorrido no pronto-socorro do Hospital dos Pimentas. A outra vítima sofreu ferimentos leves.

De acordo com a assessoria da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o taxista estava em casa quando foi localizado pela polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
Dutraatropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.