Taxista é preso após cobrar preço abusivo

Um taxista clandestino, que não teve a identidade divulgada, foi preso após pedir R$ 280 por uma corrida da rodoviária do Rio, no centro, até Copacabana, na zona sul. O preço normal, aferido pelo taxímetro, não ultrapassa R$ 40. Os passageiros, dois turistas mineiros, chamaram os policiais depois de ouvir o preço. Na delegacia, descobriu-se que ele era acusado por um homicídio e estava foragido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.