Taxista é morto por ouvir planos de assassinato durante corrida

Casal de adolescentes de 17 anos planejavam matar o pai de um dos jovens

Sandro Villar, Especial para O Estado

21 de janeiro de 2014 | 23h21

Um taxista de 75 anos foi morto na tarde desta terça-feira, 21, em Itapetininga, a 140 km de São Paulo, após ouvir, durante uma corrida, a conversa de um casal de adolescentes que planejava matar o pai de um dos jovens.

O taxista foi esfaqueado e não resistiu. Ele foi chamado para levar o casal a um bairro distante do centro, onde ocorreria o homicídio. O rapaz e a moça, ambos de 17 anos, confessaram o crime.

Mais conteúdo sobre:
violênciaassassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.