Reprodução/Google
Reprodução/Google

Taxista é morto a facada dentro de seu carro em Perdizes, em SP

Sandoval Romão da Silva, de 57 anos, foi encontrado por estudante na noite desta sexta-feira

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

30 Dezembro 2017 | 12h41

SÃO PAULO - Um taxista foi encontrado com um ferimento causado por faca na Rua João Ramalho, em Perdizes, zona oeste de São Paulo, por volta das 19 horas desta sexta-feira, 29. Ele morreu antes de que pudesse receber atendimento médico. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) investiga o caso.

Segundo informa a Secretaria Estadual da Segurança Pública, Sandoval Romão da Silva, de 57 anos, estava sentado no banco do motorista de seu táxi, um Renault Logan, mas com o corpo virado para o banco do passageiro, quando foi avistado por um estudante de 22 anos que caminhava na rua. O rapaz contou a polícia que imaginou que o taxista pudesse estar passando mal, e ao tentar ajudá-lo viu o ferimento. 

A primeira equipa da Polícia Militar que chegou ao local tentou colocar Silva, ainda vivo, em uma viatura, para que fosse levado ao pronto-socorro, mas o taxista morreu antes. O caso foi registrado no 91.º Distrito Policial (Ceagesp), unidade que faz plantão na área do crime.

As primeiras equipas da polícia que estiveram no local encontraram uma faca e há suspeita de que tenha sido a arma usada para o assassinato. 

Mais conteúdo sobre:
Perdizes [São Paulo] homicídio táxi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.