Ralph D. Freso/Reuters
Ralph D. Freso/Reuters

Taxas de homicídio, latrocínio, roubo e furto caem em São Paulo

Número de vítimas de homicídio passou de 294, em novembro de 2017, para 257, em novembro deste ano, e é o menor desde o início da série histórica

Isabela Palhares, O Estado de S.Paulo

21 de dezembro de 2018 | 19h18

O Estado de São Paulo teve queda nos casos de homicídio, latrocínios, roubos e furtos no mês de novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os índices de criminalidade foram divulgados nesta sexta-feira, 21, pelo secretário de Segurança Pública, Mágino Alves

As ocorrências de homicídio doloso recuaram 15% - com 240 casos no último mês, ante 284 no mesmo período do ano anterior. O número de vítimas passou de 294 para 257, o menor da série histórica. Na capital, a redução de homicídios foi proporcionalmente maior. Houve queda de 27,1% dos casos no período - foram registradas 51 ocorrências em novembro deste ano, ante 70, em 2017.

"Nossa melhor marca (da atual gestão) foi a redução de homicídios em São Paulo, que é resultado de uma política de Estado que vem ocorrendo há várias gestões. Essa redução é o número mais importante da minha gestão", disse o secretário, que deixa o cargo no próximo dia 31.

Os roubos em geral no Estado caíram 8%. Foram 21.021 ocorrências em novembro deste ano, 1.835 a menos que no mesmo mês de 2017. Na capital, a queda foi menor, com redução de apenas 0,8% dos casos. 

As ocorrências de latrocínio no Estado passaram de 24 para 23. O número de estupros registrados também teve queda de 12,3%, com 922 casos comunicados - 129 a menos que no mesmo período do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.