Tatuzão chega à futura Estação Luz do metrô de São Paulo

Máquina finalizou trabalhos de escavação da Linha 4-Amarela nesta 6ª; testes devem começar em novembro

14 de agosto de 2009 | 15h03

Operários assistem a chegada do tatuzão ao final do percurso da Linha 4-Amarela, no centro de São Paulo

 

SÃO PAULO - As obras de escavação da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo estão sendo finalizadas nesta sexta-feira, 14. O tatuzão, como é conhecida a máquina que faz o trabalho, chegou nesta tarde ao local onde vai ser a futura Estação Luz, com uma semana de atraso em relação ao cronograma estabelecido. A conclusão da escavação dos últimos 12,8 km da Linha 4 finaliza essa parte das obras. Agora, os operários trabalham na colocação dos trilhos e dos sistemas de sinalização de via. A previsão é iniciar testes com os trens, sem condutores, em novembro desse ano.

 

 

Na segunda-feira, o governo do Estado anuncia um calendário de início de novas obras e entregas de outras estações. Com o fim do trabalho na Linha Amarelha, o tatuzão irá fazer a  escavação do túnel da segunda etapa da Linha 5-Lilás, na futura Estação Adolfo Pinheiro. No evento, com participação do governador José Serra, também deverão ser anunciadas a data de inauguração - prevista para dezembro - da Estação Sacomã, na Linha 2-Verde.

 

 

Trata-se de mais uma etapa do plano de expansão do Metrô, que hoje tem apenas 61,3 km. A Linha 2 interligará a região do Largo Ana Rosa à Vila Prudente, com passagens pelos bairros de Vila Mariana, Chácara Klabin, Ipiranga, Sacomã e Vila Prudente. O trecho tem integração com a Linha 1-Azul nas Estações Paraíso e Ana Rosa. Na Estação Chácara Klabin haverá também conexão com a extensão da Linha 5-Lilás.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.