Facebook/ Página Policial
Facebook/ Página Policial

Tatuador que escreveu 'ladrão' na testa de menor é detido em São Bernardo

Vídeo do jovem, que teria tentado furtar uma bicicleta, viralizou nas redes sociais e chegou às autoridades

Anita Efraim, Especial para O Estado

10 de junho de 2017 | 17h57

Os responsáveis por tatuar 'Eu sou ladrão e vacilão' na testa de um menor de idade, Ronildo Moreira de Araujo e Maycon Wesley Carvalho dos Reis, foram detidos na madrugada deste sábado, 10, em São Bernardo do Campo. O tatuador, Maycon Wesley, e seu amigo, que filmou o momento, foram presos por tortura pela Polícia Civil da cidade, que confirmou a informação.

O jovem, acusado pela dupla de roubar uma bicicleta de um homem sem perna, teve sua testa tatuada na manhã da sexta-feira, 9, e o momento foi registrado e postado nas redes sociais. O menino estava desaparecido e, quado o caso viralizou, a família o reconheceu e levou as gravações até a polícia. 

As autoridades foram ao local do crime e a dupla assumiu que teria feito a tatuagem como forma de 'punição'. O jovem não foi encontrado, mas Maycon e Ronildo afirmam tê-lo libertado. 

No primeiro vídeo Maycon Wesley obriga o menino a ‘pedir’ uma tatuagem com a palavra ‘ladrão’. O comparsa, que filmava o momento, grita que vai doer. No outro registro, a dupla faz o menino contar que tentou roubar a bicicleta de um ‘homem que trabalha no farol’ e que não tem perna. Aos risos, os homens fazem o menino mostrar sua tatuagem e perguntam se ele gostou.

Os dois estão presos no 3º Distrito Policial de São Bernardo. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.