Tamoios terá duplicação a partir de maio

As obras de duplicação do trecho de serra da Rodovia dos Tamoios (SP-099) estão programadas para começar daqui a três semanas. O Estado publicou ontem no Diário Oficial o resultado da última etapa do processo de escolha das construtoras que vão fazer a obra. A primeira classificada foi o Consórcio Encalço-S.A. Paulista.

O Estado de S.Paulo

12 Abril 2012 | 03h03

A licitação foi feita pela empresa Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa), que dividiu a obra em dois lotes - mas permitiu que os consórcios apresentassem propostas para ambos. O grupo vencedor disse que executaria a obra por R$ 557,4 milhões. O Estado havia orçado o serviço em R$ 821 milhões, o que significa dizer que o processo resultou na economia de R$ 264 milhões, ou 32% a menos do que o orçamento original do projeto.

Essa licitação chegou a ser considerada a maior contratação já feita para obras rodoviárias no Estado - mas não pelo valor da obra nem pela extensão da rodovia. A licitação ficou "grande" por ter atraído 26 grupos empresariais para o projeto. Para comparar, a construção das faixas centrais da Marginal do Tietê teve dez interessados.

A ordem de serviço para início das obras ainda deve demorar alguns dias. A Dersa precisa, por lei, dar prazo de cinco dias para que as outras empresas que participaram do processo - e perderam - possam apresentar recursos contra o resultado final. E, além disso, a empresa ainda vai analisar as planilhas apresentadas pelo Consórcio Encalço-S.A. Paulista, para ver se os cálculos apresentados estão corretos.

A duplicação da Tamoios vai exigir a construção de mais uma pista, de cerca de 50 quilômetros de extensão. A previsão é de que as obras estejam prontas até o verão de 2013 para 2014. O trecho de serra não será duplicado: ele será objeto de uma Parceria Público-Privada. / BRUNO RIBEIRO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.