Também não falta lugar para quem gosta de espaços pequenos

Bandas novas, que vendem até 2 mil entradas, preferem locais menores e exibições até durante a semana

O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2012 | 02h01

A programação não é tão badalada, mas é extensa. O Cine Joia, mais novo espaço de eventos da capital, já registrou 115 apresentações neste ano. Com capacidade para 1,5 mil pessoas, recebeu de Criolo a Tulipa Ruiz, passando por Kings of Convenience e Foster the People.

Marcelo Beraldo, um dos sócios, diz que a casa ocupa um nicho crescente. "É uma tendência atender bandas cada vez menores, que vendem até 2 mil ingressos. E algumas dessas turnês só passam por São Paulo."

Pela característica, o Cine Joia promove muitos shows durante a semana. "Às vezes, vale mais a pena fazer um evento na terça que em um sábado. Shows internacionais de bandas novas, por exemplo, visam a um público que tende a viajar nos fins de semana."

Outras opções. E a gama de palcos não para por aí. São Paulo ainda tem o Espaço das Américas, que faz uma média de 30 shows grandes por ano, e o Villa Country, que alcança 20 espetáculos anuais. Quase vizinhos, disputam o público na região da Barra Funda.

De acordo com o presidente executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau (SPCVB), Toni Sando, o momento econômico justifica a abundância de casas de shows na cidade. "Hoje, temos em São Paulo um público consumidor de shows que não economiza para poder assistir a seu ídolo. E a classe emergente também descobriu a oportunidade de participar desse tipo de evento, levar filho, parente", comenta. "Isso a gente observa muito claramente. É uma tendência."

Sando conta ainda que uma equipe já foi montada no SPCVB para estudar mais o fenômeno - em breve, de posse desses dados, promotores poderão pensar em estratégias mais efetivas e planejar ainda mais eventos. / A.F., E.V. e N.C

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.