TAM e Webjet, menos pontuais, alegam problemas meteorológicos

Entre as companhias aéreas, a Webjet foi a que mais atrasou neste fim de ano, piorando consideravelmente seus índices em relação a 2009. De 18 de dezembro a 3 de janeiro, 47,8% dos voos da empresa tiveram atrasos superiores a 30 minutos - isso representa uma piora de 168% na comparação com 2009, mesmo que o número de voos tenha aumentado apenas 5,6%. A TAM ficou em segundo lugar em atrasos - 34,1% dos voos atrasaram no fim de ano, uma piora de 62,3% em relação ao ano passado.

Bruno Tavares e Rodrigo Brancatelli, O Estado de S.Paulo

07 Janeiro 2011 | 00h00

Procuradas pela reportagem, as companhias alegaram que os atrasos foram motivados por questões pontuais. Segundo a Webjet, os problemas foram causados por "restrições meteorológicas, tráfego aéreo e grande fluxo de passageiros nos aeroportos". A Gol, por sua vez, afirmou que "para os passageiros da companhia, o fim de ano foi de tranquilidade nos aeroportos". A empresa ainda disse que "rodou normalmente e com índices de eficiência operacional dentro da média do setor".

A TAM afirmou que os atrasos e cancelamentos "foram causados principalmente por problemas meteorológicos em algumas cidades, manutenções não programadas ou ajustes na malha". Ainda de acordo com a empresa, "entre os dias 27 e 29 de dezembro, as operações internacionais da companhia foram prejudicadas pelo fechamento do Aeroporto John Fitzgerald Kennedy (JFK), em Nova York, por causa das fortes nevascas que atingiram o noroeste dos Estados Unidos".

Boa performance

A Azul teve no fim de 2010 quase o dobro de voos do que no mesmo período de 2009, mas os atrasos ficaram perto dos 10%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.