TAM é multada em R$ 1 milhão por informações do vôo 3054

Empresa é acusada de demorar 7 horas para informar sobre passageiros do vôo que se chocou em Congonhas

Solange Spigliatti, do estadao.com.br ,

19 de setembro de 2008 | 15h28

A TAM foi multada em quase R$ 1 milhão pela demora em informar a lista de passageiros do vôo 3054 - que chocou-se contra um prédio da empresa após o Airbus A320 atravessar a pista do Aeroporto de Congonhas, no dia 17 de julho de 2007. A multa foi aplicada pelo Procon do Rio Grande do Sul, que notificou a empresa sobre um processo administrativo e multa de R$ 971.031,60.  Veja também:Das medidas anunciadas, só uma vigora Especial sobre a crise aérea  Todas as notícias sobre a crise aérea    Todas as notícias sobre o vôo 3054     A multa se deve por "recusa injustificada em prestar serviço e defeito na prestação de informação", na ocasião do acidente aéreo que matou 199 pessoas, segundo o Procon. A empresa, segundo o Procon, levou mais de sete horas para divulgar a lista com o nome das vítimas do vôo JJ3054, em Porto Alegre.  A empresa aérea tem prazo legal de dez dias, a contar do recebimento da notificação, para recorrer da decisão na esfera administrativa ou judicial. A conclusão principal da decisão do Procon foi a de que "a supressão da informação aos familiares das vítimas decorreu da desorganização do fornecedor que permitiu o acesso de passageiros e/ou funcionários e/ou tripulantes sem a devida identificação, não havendo outra explicação plausível para o consumo de mais de sete horas para saber, com exatidão, quem estava a bordo da aeronave acidentada".

Tudo o que sabemos sobre:
crise aéreavôo 3054TAM

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.