Reuters
Reuters

Suzane ganha seis dias fora da prisão em feriado

Esta é a quarta vez no ano em que a detenta condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais deixa a Penitenciária de Tremembé

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

11 de outubro de 2016 | 14h33

SOROCABA - Pela quarta fez neste ano, a detenta Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais, deixa a prisão beneficiada pela saída temporária do Dia das Crianças. Ela deixou a Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo, na manhã desta terça-feira, 11, com outras 39 detentas também beneficiadas pela medida.

Além do feriado de 12 de outubro, em que se comemora a padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, Suzane passa também o próximo fim de semana em liberdade. O retorno à prisão só acontece na próxima segunda-feira, 17.

Suzane já tinha ganho as ruas de forma provisória na comemoração da Páscoa, em março. Quando voltou a sair, no Dia das Mães, ela chegou a ser presa ao ser flagrado na companhia do namorado, em Angatuba, também no interior, mas em um endereço diferente daquele declarado ao sistema prisional.

O Ministério Público chegou a pedir que o direito à saída temporária fosse suspenso, mas a Justiça entendeu que ela não tinha culpa pela comunicação do endereço errado, já que o cadastro da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) estava desatualizado. Depois do caso, a Justiça decretou sigilo no processo de execução de pena de Suzane.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.