Suspeito tem longa ficha criminal e está detido no interior

O comerciante acusado de ter provocado a morte de Gesiele dos Santos Varolo, em 1997, então com 13 anos, tem hoje 45 anos e está preso em São Roque. Ele foi detido em 31 de janeiro deste ano por portar documentos falsos, quando deixava uma favela em Ibiúna, no interior de São Paulo. Ele dirigia um Fiat Punto preto e foi parado por guardas civis municipais. Tinha três documentos de identidade, todos de Mato Grosso do Sul, seu Estado de origem.

O Estado de S.Paulo

04 Março 2012 | 03h04

A ficha criminal do comerciante é extensa. Ele já foi detido por roubo, furto e receptação. Em 2000, foi acusado de liderar uma quadrilha de roubo de carga que atuava na região metropolitana.

A família da ex-mulher do comerciante vive no Jardim Helena, zona leste. O jet ski pertencia a eles. O pai dela, um ex-funcionário de empresa de ônibus, de 81 anos, disse que não sabe do paradeiro dos filhos. Ninguém entrou em contato para se pronunciar sobre o caso. /W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.