Suspeito é morto por policial em estação de trem após assalto em SP

Homem teria roubado celular e foi abordado por PM à paisana; de acordo com a SSP, letalidade da polícia em confrontos aumentou

Marco Antônio Carvalho, Especial para o Estado

29 de outubro de 2014 | 09h55

SÃO PAULO - Um homem foi baleado e morreu no interior da Estação Jurubatuba, da Linha 9-Esmeralda, da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) após supostamente ter realizado um assalto nas proximidades da área. O suspeito, que não teve a identificação divulgada, foi abordado por um policial militar que estava à paisana e que atirou e matou o homem. 

De acordo com informações da Polícia Militar, o caso aconteceu por volta das 20h45 desta terça-feira, 28. O homem teria roubado um celular de uma mulher em um shopping próximo e se dirigiu à estação, na zona sul de São Paulo. O crime foi flagrado por um policial militar à paisana que alcançou e tentou deter o suspeito.

Segundo a PM, o suposto criminoso reagiu e chegou a apontar a arma para o policial, que atirou. O suspeito não resistiu à gravidade do ferimento, tendo morrido pouco tempo depois. A ocorrência foi levada para registro e investigação no 11º Distrito Policial (Santo Amaro). 

Letalidade. Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo nesta semana apontaram que é cada vez maior o número de pessoas mortas por policiais militares em serviço. Entre julho e setembro deste ano, foram 80 casos na capital. O número representa um aumento de 150% em comparação com o mesmo período de 2013, quando 32 ocorrências dessa natureza foram registradas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.