Suspeito é morto e PM fica ferido em trocas de tiro na zona sul de SP

Um revólver calibre 32 foi apreendido com o suspeito, afirma corporação; policial foi atingido no quadril e permanece internado

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

31 de março de 2015 | 09h09

SÃO PAULO - Duas trocas de tiros consecutivas terminaram com um policial militar ferido e um suspeito morto na região da Saúde, na zona sul da capital paulista, na tarde desta segunda-feira, 30.

O primeiro confronto aconteceu por volta das 13h20. Policiais realizavam um patrulhamento na área quando suspeitaram de um homem na Rua Mauro. O suspeito, armado, teria reagido à abordagem, atirando contra os agentes.

Durante a troca de tiros, um dos policiais - um sargento da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 2.º Batalhão de Choque - foi alvejado na altura do quadril. O agente precisou ser socorrido para o Hospital São Paulo, também na zona sul, onde foi medicado e permanece internado, segundo a Polícia Militar.

Após o tiroteio, o criminoso conseguiu fugir. Por volta das 17h, os policiais receberam uma denúncia anônima sobre o paradeiro dele. No local, houve novo confronto. Dessa vez, foi o suspeito quem acabou baleado. Encaminhado ao Hospital Saboya, na mesma região, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

De acordo com a PM, foi encontrado com o suspeito um revólver calibre 32. A arma foi apreendida. O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Confrontos. O batalhão a que pertence o sargento ferido é o mesmo do cabo Spencer Willian Ferreira de Almeida, de 44 anos, morto com mais de 20 tiros na semana passada. O policial foi surpreendido por quatro criminosos quando tentava entrar em casa. Depois, um suspeito foi preso.

Mais conteúdo sobre:
ViolênciaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.