Suspeito de matar soldado da Cavalaria morre em tiroteio com a PM

Policiais dizem que homem atirou e no revide foi baleado; ele teria matado um PM quando este dava aulas de jiu-jítsu em uma academia

Ricardo Valota, do O Estado de S. Paulo,

19 Outubro 2012 | 09h09

SÃO PAULO - Um suspeito de participação no assassinato de um policial militar morreu numa suposta troca de tiros com a Polícia Militar (PM) na noite desta quinta-feira, 18, na Favela Elba, região do Sapopemba, zona leste de São Paulo.

 

Policiais da Força Tática receberam a informação de que o suspeito, conhecido como "Globinho", preparava um ataque contra um sargento. Ao chegarem no local indicado, próximo à Rua dos Espigueiros, os policiais afirmam terem encontrado o suspeito armado com pistolas. Ele teria tentado fugir por um escadaria, quando atirou contra os PMs, que revidaram. Baleado, "Globinho" morreu em um hospital da região.

 

O rapaz, segundo a PM, era suspeito de participar na morte do soldado Vaner Dias, de 35 anos, lotado na Cavalaria. O crime ocorreu no dia 20 de junho, dentro de uma academia, no Jardim Vila Formosa, onde o soldado era instrutor de jiu-jítsu. O tiroteio será investigado no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.