Divulgação
Divulgação

Suspeito de matar estudante a facadas na saída de uma festa é preso em São Paulo

Polícia diz que Cristiano José da Conceição Silva, de 27 anos, é usuário de crack e confessou ser autor do crime cometido no último sábado

Daniel Trielli, O Estado de S. Paulo

13 Maio 2013 | 23h40

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu na noite de segunda-feira, 13, Cristiano José da Conceição Silva, de 27 anos, que confessou ter esfaqueado o estudante Renan Ardito Rosa, 22, no sábado, na saída de uma festa na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, no bairro do Limão, zona norte de São Paulo.

De acordo com a polícia, o suspeito já tem passagem por agressão e seria usuário de crack. Ele foi preso em casa, no Jardim das Graças, na zona norte, após denúncia anônima e levado ao 40.° DP (Limão). O suspeito confessou assim que foi questionado pelos PMs, alegando legítima defesa. Na saída da festa, Silva teria pedido dinheiro a Rosa e eles discutiram duas vezes. Após esfaquear o estudante, o suspeito fugiu.

O crime. Estudante de psicologia na Anhembi-Morumbi, Renan estava na festa Integramack, organizada pelos alunos da Universidade Presbiteriana Mackenzie na madrugada de sexta para sábado. A festa aconteceu na quadra da escola de samba Rosas de Ouro e o crime teria ocorrido por volta das 6h45 do sábado. O jovem foi atingido na axila e na região do tórax. Uma equipe do Samu foi acionada, mas Renan não resistiu aos ferimentos. Ele foi enterrado na tarde do domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.