Suspeito de matar colega se recusa a depor

Acusado de assassinar o aluno de mestrado José Leandro Pinheiro, de 21 anos, o também estudante Bruno Eusébio dos Santos, de 26, se recusou a prestar depoimento ontem na Divisão de Homicídios (DH) da Polícia Civil do Rio. Os investigadores ainda não sabem o motivo do crime. Os dois estudavam no Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e dividiam havia cerca de um ano um quarto em uma república de estudantes no Horto, zona sul do Rio. "Santos está em estado profundo de distanciamento social", disse o delegado Rivaldo Barbosa.

MARCELO GOMES / RIO, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2012 | 03h08

Pinheiro foi achado morto na manhã de quinta-feira em seu quarto. Santos estava desacordado, com as mãos sujas de sangue, na cozinha. Ele foi hospitalizado e depois transferido para a DH, na Barra da Tijuca, zona oeste. O estudante foi preso em flagrante ainda no hospital, após a polícia concluir que apenas ele e a vítima estavam na república quando houve o crime.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.