Suspeito de atacar mulheres com seringa é preso na capital

Suspeito de atacar mulheres com seringa é preso na capital

Homem estava com uma seringa no bolso e teve a prisão temporária decretada pela Justiça

Alexandre Hisayasu, O Estado de S.Paulo

31 Julho 2016 | 17h28

SÃO PAULO - A Justiça de São Paulo decretou a prisão temporária de Antonio Nogueira de Santana,  suspeito de ser o responsável por atacar mulheres com uma seringa na região central da capital. Ele foi abordado pela Polícia Militar ontem e estava com uma seringa no bolso.

A Secretaria de Segurança Pública informou que ele já havia sido ouvido no 78ºDP (Jardins) na semana passada, mas foi dispensado. Agora, vítimas serão chamadas para fazer o reconhecimento do suspeito detido.

Uma das vítimas é uma médica peruana. Ela andava pela Avenida Paulista com uma amiga quando sentiu uma picada no ombro. A médica foi quem ajudou a polícia a fazer o retrato falado do suspeito. "Foi muito rápido. Eu não vi ele de frente, vi de perfil. Tanto que o retrato está de perfil", afirma a vítima. "Senti uma picada nas costas, como uma ponta de uma caneta. Quando eu virei, vi um homem passar. Ele não tinha nada nas mãos", diz. "Na esquina da Paulista, ele tirou uma seringa da manga e furou outra moça".

O 78º DP instaurou inquérito de lesão corporal e priclitação à vida (quando expõe outra pessoa a perigo).

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.