Suspeito de assassinar ambulante em frente à universidade é preso em SP

Disputa por ponto de venda na zona oeste causou a discussão; briga terminou com um estudante ferido

Estadão.com.br,

16 Março 2012 | 18h36

SÃO PAULO - Policiais civis prenderam na tarde desta sexta-feira, 16, o suspeito de ter assassinado um ambulante na noite de quarta-feira, 14, em frente à Uninove da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o vendedor Antônio Gilson da Silveira Lopes, de 34 anos, foi detido no Bom Retiro, por volta do meio-dia.

O crime teria sido motivado por uma disputa de ponto de vendas entre os comerciantes. A briga ocorreu na hora do intervalo entre as aulas da universidade. O suspeito de efetuar os disparos vendia batatas fritas e descobriu que Jarbas também pretendia comercializar o produto.

Durante a discussão, que acabou em tiroteio, um estudante de Engenharia Civil de 19 anos foi baleado no braço e está internado. Já o ambulante Jarbas Cavalcante Souza, de 44 anos, morreu após ser atingido na cabeça, braço e tórax. Ele chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

O estudante baleado no braço foi levado à Santa Casa. De acordo com o irmão da vítima, o atirador fugiu em um carro. O 23º Distrito Policial (Perdizes) está responsável pelas investigações do caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.