Suspeita de trabalho escravo faz PM libertar bolivianos em São Paulo

Estrangeiros ligaram para a polícia, que flagrou o caso na zona leste da capital; Polícia Federal deve investigar situação

O Estado de S. Paulo

12 de outubro de 2014 | 18h57

SÃO PAULO - Doze bolivianos foram libertados na tarde deste domingo, 12, de um casa onde estariam trabalhando em regime análogo à escravidão. O caso foi flagrado pela Polícia Militar na zona leste de São Paulo que levou os homens e um responsável pelo local, que também é boliviano, para a Polícia Federal.

De acordo com informações da Polícia Militar, as primeiras informações da ocorrência foram registradas às 14h20. Um dos doze bolivianos acionou a polícia relatando informações sobre o modo em que eram mantidos na residência, onde trabalhavam com confecções de roupas. A denúncia teria ocorrido após discussões e brigas entre os trabalhadores e o patrão, cuja identificação não foi revelada.

A polícia foi ao local na Rua José Oiticica Filho, no bairro de Itaquera, e resgatou os estrangeiros. Um responsável pela casa era o único que possuía visto de estadia no País. A Polícia Federal deve investigar o caso.

Tudo o que sabemos sobre:
trabalho escravo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.