Suspeita de matar executivo da Yoki depõe em SP

Suspeita de matar executivo da Yoki depõe em SP

Para a polícia, Elize Araújo Kitano Matsunaga, de 38 anos, matou o marido por ciúme

06 de junho de 2012 | 10h37

SÃO PAULO - Elize Araújo Kitano Matsunaga, de 38 anos, chegou, em torno das 10h desta quarta-feira, 6, para depor no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo.

Para a polícia, a bacharel em direito é a principal suspeita de ter assassinado o próprio marido, o empresário Marcos Kitano Matsunaga, de 42 anos.

Elize Matsunaga está presa provisoriamente desde segunda-feira, 4. A vítima era diretor executivo da Yoki. A polícia investiga também se outra pessoa teria participado de alguma forma do crime. O corpo de Matsunaga foi enterrado nesta terça no Cemitério São Paulo, na zona oeste da capital paulista.

Tudo o que sabemos sobre:
executivo assassinado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.