Suspeita de explosivo tumultua delegacia na zona oeste de SP

Os bombeiros e o Gate foram acionados; grupo de elite da PM explodiu o artefato e constatou que não era explosivo

Pedro da Rocha, do O Estado de S. Paulo,

16 Outubro 2012 | 08h06

SÃO PAULO - Um pacote deixado ao lado do 91º Distrito Policial, na Rua Doutor Gastão Vidigal, Vila Leopoldina, na zona oeste de São Paulo, fez o Grupo de Ações Táticas Especiais (GATE), da Polícia Militar (PM), ser acionado na noite desta terça-feira, 15, para verificar se o objeto era explosivo. Não era.

 

Por volta das 21 horas de ontem a PM recebeu uma denuncia de um suposto artefato explosivo que teria sido deixado ao lado do 91º DP. A área foi isolada, os bombeiros e o GATE acionados. Como de praxe, o GATE explodiu o objeto e verificou que houve um alarme falso. A assessoria da PM não soube informar o que havia no pacote.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.