Suspeita de deixar crânios nas ruas é presa

Uma mulher foi detida após ser flagrada na manhã de ontem saindo com dois crânios humanos do Cemitério da Vila Formosa, na zona leste de São Paulo.

O Estado de S.Paulo

10 Março 2013 | 02h02

Leonarda Paixão, 42 anos, foi presa pela Guarda Civil Metropolitana (GCM).Ela ela foi levada para o 78º Distrito Policial (Jardins), sob suspeita de ter cometido o mesmo crime em outros cemitérios da cidade.

Policiais da delegacia investigam se ela é a mesma pessoa flagrada por câmeras no dia 1º deixando um crânio enrolado em um papel vermelho na Avenida Paulista. Fisicamente, ela é bastante parecida, dizem os policiais. Depois de chegar à delegacia, Leonarda foi levada para um hospital psiquiátrico. Ela estava acompanhada da família. Da unidade médica, a suspeita deve ser liberada. Violar sepulturas é crime definido no artigo 210 do Código Penal, que prevê pena de 1 a 3 anos de prisão e multa.

Outros crânios foram sido encontrados pelas ruas de São Paulo neste ano. São pelo menos 8 deixados na frente de templos religiosos e consulados. Na terça-feira, uma ossada dentro de um saco plástico foi achada dentro de um prédio da Polícia Civil, no centro ./ARTUR RODRIGUES

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.