Suspeita de bomba esvazia prédio no Itaim, na zona sul de SP

Alarme, segundo Gate, era falso: objeto suspeito era, na verdade, um cobertor dentro de um saco plástico

José Dacauaziliquá e Fabiana Marchezi, Jornal da Tarde e estadao.com.br

15 de agosto de 2008 | 16h14

O prédio comercial Vila Olímpia Corporate Plaza, no Itaim Bibi, zona sul de São Paulo, foi desocupado na tarde desta sexta-feira, 15, por conta de uma suspeita de bomba. O alarme, no entanto, era falso. Agentes do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da Polícia Militar localizaram o que seria o explosivo no terceiro andar: era um saco plástico de lixo com um cobertor dentro.   Tudo teve início quando um trabalhador de uma empresa do prédio viu um recado de uma ex-funcionária para outra ex-funcionária no Orkut, site de relacionamentos da Google, avisando que uma bomba explodiria por volta das 18 horas no edifício. Ao ver isso, ele avisou a administração, que acionaou a polícia. Uma equipe do 23.º Distrito Policial, então, foi ao local e isolou área. O Corpo de Bombeiros e o Gate foram acionados em seguida.   De acordo com a Polícia Militar, a área ficou isolada das 14h30 até as 16h15, enquanto os funcionários do edifício localizado na Rua São Tomé, esquina com a Alameda Raja Gabaglia, aguardavam ao lado de fora. Agora, o caso vai ser investigado por policiais do 15.º Distrito Policial.   Atualizado às 17h05

Tudo o que sabemos sobre:
suspeita de bombaGateBombeiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.