Suspeita de atropelar e arrastar menina se apresenta

Criança de 12 anos apresentou melhora no estado de saúde e deve ser transferida da UTI para enfermaria

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

26 Fevereiro 2010 | 14h32

A mulher suspeita de ter atropelado e arrastado uma menina de 12 anos em Campinas, interior de São Paulo, se apresentou no 9º Distrito Policial da cidade por volta das 10 horas desta sexta-feira, 26. Ela prestou depoimento e foi liberada em seguida.

 

A criança apresentou melhora no estado de saúde e deve ser transferida da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para a enfermaria pediátrica ainda nesta sexta, segundo informações do Hospital Estadual de Sumaré, também no interior, onde ela está internada. A menina foi submetida a procedimentos cirúrgicos, mas o hospital não deu detalhes sobre os ferimentos.

 

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública, o acidente aconteceu por volta das 11h30 de terça, no bairro DIC 1, em Campinas, quando a menina voltava para casa depois de sair da escola. De acordo com testemunhas, a menina foi atingida por um Chevette azul e chegou a ser arrastada por cerca de 20 metros, depois de ficar presa ao veículo.

 

Pessoas que estavam no local afirmaram que o carro era conduzido por uma mulher que fugiu após o acidente, sem prestar socorro à garota. A menina foi socorrida e encaminhada para o Hospital Ouro Verde de onde foi transferida para o Hospital Estadual de Sumaré.

 

Se ficar comprovado que o caso foi um acidente de trânsito, a acusada responderá por lesão corporal e omissão de socorro, cujas penas podem chegar a um ano de prisão.

Mais conteúdo sobre:
Campinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.