Suposto integrante do PCC é preso com morteiro do Exército

Polícia apreende drogas, armas e munições do exército em favela da zona leste de São Paulo

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

17 de agosto de 2007 | 13h52

Alessandro Braz da Silva, de 27 anos, suspeito de pertencer ao Primeiro Comando da Capital (PCC), foi preso na manhã desta sexta-feira, 17, com drogas, armas e munições na favela Teotônio Vilela, na zona leste de São Paulo. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, Silva foi flagrado com um morteiro do Exército, diversas munições e drogas. Segundo informações da polícia, ele pertenceria ao PCC, grupo que atua nos presídios de São Paulo.

Tudo o que sabemos sobre:
PCC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.